30 de abril de 2011

Alarme falso

Na realidade, não tão falso assim...
Depois de ter contrações a noite inteira, porém sem dor, esperei mais algumas horas até pedir para meu marido me acompanhar ao hospital. Eram 3 horas da tarde quando eu comecei a sentir dor com as contrações, dores não muito fortes, como cólicas menstruais. Eu também estava sentindo dor na região da bacia, então resolvemos ir para o hospital.

Porém, apesar da minha barriga se contrair a cada 5 minutos, o colo do meu útero continuava fechado, sem dilatação. A enfermeira ligou para meu médico, que me prescreveu Buscopan e pediu um exame de cardiotocografia para verificar como está o coração do bebê e minhas contrações. Depois de feito o exame, voltei com a médica do hospital e ela me disse que sim, eu havia entrado em trabalho de parto, porém não pleno. O que quer dizer que ainda pode demorar muitas horas ou até dias para o bebê nascer. Então fui liberada para voltar para casa.

Como já tive uma cesárea, o parto normal não poderá ser induzido... dessa forma vou ter que esperar...

Estou agora morrendo de ansiedade e tendo contrações num intervalo de 25 minutos. Agora é esperar a evolução do parto.

28 de abril de 2011

Brincando com o pai






Eis um tipo de brincadeira que eu deixo pro pai dele...

Kits para Cupcakes

Esses kits da Meri Meri são fofíssimos e superpráticos!! A decoração está quase pronta só com eles!




Infelizmente só são vendidos no exterior. Algumas opções que temos por aqui você pode encontrar no site BarraDoce

27 de abril de 2011

Como criar um gênio criativo

Texto original de ModernMum, por Alla Berger, 21/04/2011


 Num mundo de mudanças constantes, crianças deverão ser altamente criativas para poderem competir. Além de dar aos seus filhos o básico de suas necessidades e garantir seu bem e sua felicidade - muitos pais esperam que seus filhos surjam de repente com uma mente criativa pronta para conquistar o mundo. Porém criatividade e talento precisam ser cultivados e alimentados, assim como o que você fornece para as necessidades fisiológicas básicas de seu filho. O cérebro é um músculo que pode ser exercitado como qualquer outra parte do corpo em crescimento do seu filho. Aqui estão algumas maneiras de ajudar a desenvolver a criatividade no seu pequeno:

1. Limite a TV e os video games
Sentar-se na frente da tv ou da tela do computador fará pouco para expandir a mente de seu filho. Ao invés disso, encorage a brincadeira livre onde seu filho possa usar a imaginação e desempenhar papéis. Brincadeiras estruturadas são ótimas, mas seu filho precisará aprender o que fazer com o tempo não estruturado, o que o permite descobrir coisas por si próprios e flexibilizar sua imaginação em seu limite.

2. Exponha seu filho à Arte
Se seu filho não é exposto às artes quando novo, ele poderá "tropeçar" nela quando ficar maior. Você é aquele quem deve iniciar essa exposição. Leve-o a museus, galerias de arte, musicais, shows, etc. Ao ver seu lado criativo e questionador essas qualidades passarão para seu filho.

3. Seja paciente e permita que seu filho faça sozinho
Ao permitir seu filho ou filha experimentar diferentes coisas o possível é um grande passo para a criatividade. Deixe-os participar das tarefas diárias para que ganhem a sensação de pertencimento. Permiti-lo fazer coisas sozinho pode levar mais tempo do que se você estivesse ajudando, promover sua independência e criatividade compensará no final. Dando-o a oportunidade de participar de jardinagem, tarefas, etc. você estará construindo sua auto-confiança e mostrando-o que é capaz de qualquer que sua mente se fixar. Esta é uma excelente base para sua criatividade crescer.

4. Monte um "cantinho da criatividade" na sua casa
Prepare um cantinho que pertença só a seu filho em sua casa - na condição dele sempre manter esse cantinho em ordem depois que usá-lo. Proporcione materiais adequados para a idade - como massinha, giz de cera, lápis e cor, papéis e tesouras sem pontas. Seu filho poderá trabalhar suas habilidades artísticas, usar sua imaginação, aperfeiçoar suas habilidades motoras e sentir que tem liberdade e seu próprio espaço para fazer tudo isso.

5. Com um pouco de encorajamento se vai longe
Se você realmente quer nutrir a mente criativa de seu filho, então garanta encorajá-lo a qualquer custo. Ao invés de ser crítico sobre seus esforços criativos, aplauda-o pela tentativa de expressar-se. Ouça entusiasmadamente a suas histórias e músicas e elogie-os - até mesmo participe, sempre que possível. Proteja e encoraje a curiosidade natural de seu filho e seu amor pela exploração assim ele poderá crescer e se desenvolver de maneira maravilhosa.

26 de abril de 2011

Lembrancinha de maternidade

Faltando apenas 10 dias para a data prevista para o parto, resolvi deixar as lembrancinhas da maternidade prontas. Claro que deixei para colocar a data depois.

Comprei o kit de lembrancinha da Natura Mamãe & Bebê. Ele vem com 20 sabonetinhos, caixinhas, lacinho e adesivos para colocar o nome do bebê e a data do nascimento.

Só que achei que as caixinhas precisavam de um toque a mais. Então que para personalizar imprimi adesivos com uma estampa fofa de ursinho. O resultado foi esse abaixo.



25 de abril de 2011

Achado: Nosh

Acabo de ser apresentada à coleção de inverno da Nosh! Achei as peças lindíssimas e de muita atitude. Para crianças de 0 a 6 anos



São três lojas em São Paulo:

Shopping Morumbi
Av. Roque Petroni,1089
Morumbi, São Paulo
tel: 5189-4695

Shopping Pátio Higienópolis
Av. Higienópolis, 615
Higienópolis, São Paulo
tel: 3823-2409

Shopping Villa Lobos
Av. Nações Unidas, 4777
Alto de Pinheiros, São Paulo
tel: 3024-3890

23 de abril de 2011

Quarto de dinossauro

Apresento o quartinho do Miguel


Vontade de fim de gravidez: Açaí

Nunca tinha experimentado, até que semana passada minha irmã me apresentou essa delícia: Açaí na tigela! De lá pra cá já comi umas 3 vezes. E estou pronta pra próxima tigela.



Cheguei a comprar os ingredientes e fazer minha versão caseira: açaí e banana batidos no liquidificador, banana em rodelas, granola e mel por cima. Ficou muito bom!!

22 de abril de 2011

Ansiedade de irmão

Desde que engravidei passei a me preocupar com o Miguel e a novidade de um novo irmão. Apesar dele ainda ter 4 anos, fiquei me culpando por ter esperando tanto para engravidar de novo. Por mim, teria outro
quando ele ainda tinha 2 anos, mas como temos que escolher entre várias áreas da vida, acabei por esperar.

Achei que o Miguel passaria a me dar trabalho, a sentir-se ameaçado pela chegada do irmão, achei que ele ficaria manhoso, que regridiria. Mas ao contrário disso, ele tem se mostrado muito ansioso em relação a ser um irmão mais velho.

Desde que contei para ele sobre a minha gravidez tenho trazido a idéia de "irmão mais velho", do quanto ele poderá ensinar para o irmaozinho. "O seu irmão não vai saber andar, a gente vai precisar ensinar ele", "Você vai poder ensinar o bebê a pular alto como você pula".

Um certo dia eu estava me despedindo do Miguel, deixando ele com minha mãe. Ele me pergunta "Aonde você vai, mãe?" Eu respondo "para o médico". Ele então me diz "não esquece de pedir para o médico tirar o bebê da sua barriga!".

É muito interessande acompanhar as hipóteses das crianças sobre a concepção e o fato de alguém carregar um bebê na barriga. Para o Miguel eu engoli um bebê quando ele era beeem pequinininho. Outro dia ele veio me perguntar se eu também tinha engolido roupinhas para o bebê. Eu dei risada e disse que não, que o bebê está pelado na minha barriga. Eu estava vendo a hora que ele me traria uma roupa para eu comer.

Numa outra situação o Miguel me disse que eu ia precisar engolir uma escada pois o bebê ia precisar de algo para subir até minha boca e nascer. Várias vezes ele me disse que o irmão sairia pela boca. Expliquei que não seria possível pelo tamanho, mas ele continuou insistindo.

Em uma de nossas conversas a respeito da gravidez ele apontou para meu umbigo e disse que era a janela para o bebê olhar para fora. Eu perguntei "ele tá conseguindo nos ver?" Ele respondeu que a janela estava fechada.

Agora no fim da gravidez ele se mostrou mais ansioso. Levei ele num dos ultrassons e o chamei para entrar comigo, ele me disse que não queria ir, que estava com medo. Lembrei que contei que para o bebê sair da barriga os médicos cortavam as barrigas das mães. A resposta dele na hora que disse isso foi "mas dói!". Expliquei que tomavamos um remédio para não sentir dor. Tenho certeza que ele pensou no dia do ultrassom que o médico me abriria na frente dele. Para ele entrar contei que só veríamos o irmão pela tela da tv. Ele aceitou, porém... no fim do exame íamos saindo da sala e ele protestou "E o bebê?! Eu quero ver o bebê!!!"

Ele teve a mesma reação, um pouco mais alterada numa consulta que ele tambem me acompanhou "Eu quero meu irmão" falou começando a chorar "Eu quero meu irmão agora!!". O último comentário que ele fez sobre o irmão que está há 15 dias de chegar foi que ele dividiria a mesinha dele para os dois tomarem café da manhã juntos.

Eu fico muito feliz com a forma que ele está vendo a situação. Espero que após o nascimento ele continue a encarar a chegada do novo irmão de forma positiva, tendo orgulho de ser o irmão mais velho. Logo saberemos.

Printables para Páscoa

No domingo farei uma caça aos ovinhos de chocolate com o Miguel em casa. Para recolher os ovos imprimi essa cestinha de papel. Super fofa e fácil de montar. Até graminha ela tem.


O modelo para impressão está neste link. No site da HP tem muitas outras idéias para a Páscoa, como máscara de coelho, cartões e páginas para colorir. O link está aqui: HP Creative Studio

21 de abril de 2011

Mais 15 dias

A data prevista do parto é dia 7 de maio. Mas será que o Nicholas vai esperar?




Essas ultimas semanas parecem mais longas que os ultimos meses!! Ele já está pesando mais de 3,400kg!
Vem logo, Nicholas!

Bad boy


Miguel

19 de abril de 2011

Cama-livro

Idéia fantástica de Yusuke Suzuki! As páginas desse livro são edredons, os travesseiros viram marcadores e diversos objetos são usados para criarem histórias.



Só não cabe em qualquer apartamento...

Via Bem Legaus.

Árvores genealógicas

O site Famille Summerbelle trás três opções de frames para fotos 3x4 super fofas! Infelizmente a loja online só atende Europa e Estados Unidos. Por aqui ficamos só com a inspiração.




Mais detalhes sobre os frames: Famille Summerbelle

18 de abril de 2011

Brincando com caixas de papelão

Nunca tinha pensado que as brincadeiras com caixas de papelão um dia chegariam a ser tão elaboradas. A idéia é da Build a Dream, que fabrica caixas de papelão que ao serem dobradas virão um playset para os pequenos. Mas a diversão não fica só com as crianças, os pais podem participar da decoração do playset, já que vem todo branco.


Cozinha

Caminhão de sorvete

Barraca de limonada
Castelo

Veja nesse vídeo como é simples montar. E o melhor é que na hora de guardar ele volta à forma original, totalmente plano.




Pop n' Play Castle assembly! from Build a Dream Playhouses on Vimeo.

17 de abril de 2011

Rostinho do meu bebê

Fiz hoje a provável última ultrassonografia da minha gestação. Saí de lá muito feliz! Primeiramente por saber que o Nicholas já está super grandão,  pesando 3.,380kg!! [O irmão, Miguel, nasceu de 39 semanas e com 3,680kg]. E fiquei feliz também por ter "visto" o rostinho dele...


Vi e revi várias vezes o vídeo do ultrassom. É inevitável ficar imaginando como será a carinha dele.

A ansiedade está enorme!

16 de abril de 2011

A despedida dos meus alunos

Como despedida, por eu estar entrando com licença maternidade, meus alunos fizeram uma surpresa pra mim: um livro com mensagens e desenhos. Achei super fofo. Foi difícil não chorar.
Capa do livro

Eu e os alunos


"I hope you bring you baby to the classroom"

"I think your baby is cute. When he grow he will be very nice. I want to see your baby."


I will miss you, Mrs. Publio. I want you.
Esse último desenho foi feito por um aluninho que chegou a chorar na despedida. Ele me deu um abraço e foi para um canto para que não percebessemos que ele estava chorando. Depois ele veio me dizer que sentirá saudades. Muito fofo!

Licença maternidade

Na 37ª semana de gravidez, acabo de entrar de licença maternidade. Na realidade minha licença só contará a partir do dia 25 de abril, ou seja, daqui a 9 dias. Acontece que trabalho em uma escola internacional onde em seu calendário a semana que vem será o half term (um break do meio do semestre), como quando voltaria do half term eu já estaria entrando na 39ª semana, resolvi adiantar um pouco minha licença e ja começa a descansar 10 dias antes.

Minha intenção era a de trabalhar até o dia dia parto mas como dirijo por pelo menos 30 minutos até chegar ao trabalho, trabalho a maior parte do tempo de pé, e tenho me sentido muito cansada, resolvi seguir a orientação da minha chefe e me afastar antes de entrar em trabalho de parto na frente das crianças.

Para terem uma idéia, esse é o meu pé no fim de um dia de trabalho. Para me recuperar só drenagem linfática!

Em São Paulo, as mãe tem "direito" a 6 meses de licença maternidade. Fui pesquisar e descobri que não é bem por ai. [Se alguém souber com mais detalhes a respeito, por favor compartilhe conosco a informação]. Pelo o que fui informada, o que é direito à toda mulher são 120 dias (4 meses) pagos pelo governo, os outros 2 meses que completariam uma licença de 6 meses são opcionais de cada empresa. Esses 2 meses opcionais são pagos pela própria empresa, que recebe uma dedução de impostos no valor equivalente a esses dois salários pagos à mãe.

Bom, fui saber com a escola onde trabalho se poderia optar por 6 meses. Me disseram que esses dois meses só se aplicam se houver algum tipo de problema de saúde com a criança, havendo carta do médico. Dessa forma, terei apenas 120 dias de licença maternidade.

Mas felizmente, no meio do meu afastamento estão as férias de julho, e por essa razão terei 30 dias de acrescimo. Total = 5 meses em casa.

Sobre o retorno ao trabalho, escola, babá, quem vai cuidar do Nicholas, eu ainda nem comecei a pensar. Me darei tempo.

Grunge


Estilo grunge. by Zara.

Quarto de bebê






Inspiração via Spearmint Baby.

15 de abril de 2011

Como fazer um bebê?

Vídeo cute com uma forma divertida para mostrar aos filhos como são feitos os bebês.

14 de abril de 2011

Os mitos do parto

Você provavelmente já recebeu um monte de conselhos sobre gravidez e parto – nem todos necessários e, às vezes, nem verdadeiros. Saiba o que realmente acontece na hora H

Publicado pela Revista Pais & Filhos. POR CORINNE GARCIA /Tradução de Samantha Melo, filha de Sandra e Tião. Publicação original aqui.

São poucos os momentos na nossa vida em que recebemos tantos conselhos quanto durante a gravidez. De repente, todo mundo quer compartilhar sua enorme sabedoria sobre o assunto: a amiga, a tia, o cunhado e até a mulher que senta ao seu lado no ônibus ou a vendedora da loja. Infelizmente, nem todas as informações que circulam por aí são verdadeiras, especialmente quando se trata do parto. Sexo acelera o processo? O leite já desce logo após o nascimento? Especialistas dizem o que é e o que não é verdade.

O mito - Sua bolsa vai sempre romper antes de você entrar em trabalho de parto
No cinema e na TV, o trabalho de parto começa geralmente com a bolsa rompendo e todo aquele drama, mas, no mundo real, isto acontece com apenas cerca de 10% das mulheres. "É mais comum entrar em trabalho de parto ao sentir as contrações. Sua bolsa pode não romper até mesmo na hora do parto," diz Laura Dean, obstetra e ginecologista do Stillwater Medical Group, em Stillwater, Minnesota.
Mesmo que a bolsa rompa em primeiro lugar, não significa necessariamente que o trabalho de parto vai começar imediatamente (embora você deva ligar na mesma hora para o seu médico porque ele vai querer que você seja monitorada). 85% das mulheres entram em trabalho de parto ativo até 24 horas depois da ruptura da bolsa. Mas os restantes 15% podem levar até quatro ou cinco dias, se não houver indução. No entanto, como há um maior risco de infecção após a sua bolsa ter rompido, a maioria dos médicos induzirá o parto após as 24 horas.

O mito - Você pode acelerar o parto tendo relações sexuais
Você pode ter ouvido que o sêmen contém prostaglandina, um hormônio usado frequentemente pelos médicos para ajudar a induzir o parto – mas o sêmen não contém o suficiente dessa substância para que faça diferença. Embora mal não possa fazer, ele provavelmente não vai induzir o trabalho de parto. Você também pode ter ouvido falar que ter um orgasmo pode acelerar as coisas, mas na verdade você fica apenas suscetível a ter uma contração falsa (uma sensação que acontece com o espasmo da musculatura abdominal). Mas se o seu médico autorizar, não hesite em ter relações com o seu parceiro, só não espere que isso a ajude a ter seu bebê um pouco mais cedo.

O mito - Quando o colo do útero estiver dilatado, você vai entrar em trabalho de parto logo
Não é bem assim. "O colo do útero pode dilatar semanas antes do trabalho de parto realmente começar", observa a Dra. Dean. Mesmo que o seu médico queira verificar o colo do útero a cada semana até o final da gravidez, isso não é necessariamente um indicador de que o parto está perto. "O exame do colo é útil para um médico ter como comparação quando uma paciente é admitida no hospital", explica a Dra. Dean. Além disso, algumas mulheres podem entrar em trabalho de parto antes de começarem a ter dilatação – por isso, mesmo se os relatórios do médico digam que você não está dilatada, não tenha tanta certeza de que ainda tem muito tempo.

O mito - Se você tomar remédios para indução, você entrará em trabalho de parto imediatamente
Se você já ultrapassou os 9 meses de gravidez, é difícil não sonhar em ter uma indução. Mas se o parto for, finalmente, induzido, isso não significa necessariamente que você vai estar segurando o bebê em seus braços em seguida. Algumas pacientes que precisam passar por indução podem já apresentar alterações cervicais, como dilatação e afinamento do colo do útero, então elas, normalmente, respondem melhor e mais rapidamente ao procedimento. “Mas outras passam por um procedimento misto, incluindo o preparo cervical com um gel, seguido de oxitocina, que pode levar algum tempo", explica a Dra. Dean. E uma vez que você entra em trabalho de parto, depois de ter sido induzida, ele pode demorar mais tempo e ser mais doloroso do que um parto espontâneo, já que o seu corpo pode não estar totalmente preparado para isso e porque a oxitocina faz as contrações serem mais fortes.



O mito - Seu médico estará presente durante todo o parto
Pense na presença do seu médico como passageira, não permanente. Ele pode estar assistindo a outras pacientes ou participando de outros partos, enquanto você está no processo – ou ele pode até não chegar ao hospital até que você esteja perto de estar totalmente dilatada. Mas não se preocupe, você não vai ficar sem apoio: enfermeiras estarão por lá durante todo o processo, e eles são treinados para acompanhar de perto o seu progresso –  e também atualizar o seu médico regularmente.

O mito - Seu leite virá logo após o nascimento
Em média, o leite de uma mãe não vem até três dias após o nascimento. Mas não se preocupe – seu bebê não terá de passar fome no período. Para os primeiros dias depois que o bebê nascer, os seios vão encher-se com o colostro, um líquido rico em nutrientes. Para ajudá-la a compreender o processo de amamentação, a Dra. Dean recomenda que você assista a uma aula de amamentação durante sua gravidez. "Aprender sobre o assunto um pouco antes pode impedi-la de se sentir desestimulada", diz ela. Isso também pode ajudar a transformar a amamentação num momento realmente especial, sem precisar arrancar os cabelos de nervosismo.

12 de abril de 2011

5 maneiras para pais dominarem a ansiedade

Texto do site TinyBhudda , autoria de Geordie Proudfoot. Tradução minha


Pensei que tivesse abandonado a ansiedade após alguns aos de meditação. Então tive um bebê. É inacreditavelmente fácil para nós mães cair em permanente culpa e ansiedade.

Depois de alguns minutos vigiando meus pensamentos, percebi que eles acabam assim:

"Meu bebê está dormindo demais? Devo acorsá~la? Ah não, ela não dormiu o suficiente e eu a acordei. Não deveria te-la acordado, estraguei o dia. Como vou concertar isso? Não posso concertar isso. Não tenho idéia. Sou uma mãe ruim. Ela não tem rotina. Preciso colocá-la numa rotina. Mas é tarde demais! Como vou fazer isso? Deveria ter feito isso antes!"

Displasia do quadril

Há pouco tempo descobri o que é a Dyplasia of the Hip - (displasia no quadril) através da Pati. Ela compartilhou esse vídeo comigo e decidi passá-lo adiante.

11 de abril de 2011

Quadro de feltro para bebês

Bebês adoram focar seus olhos, que estão em desenvolvimento, para altos contrastes. Pensando nisso, Joel criou um quadro bem simples de feltro para bebês.

Para fazer o seu é necessário um pedaço de papelão (de caixa de sapatos, caixa de cereal, por exemplo). A medida utilizada pelo Joel foi de aproximadamente 30x15 cm. Então corte dois pedaços de feltro que sejam do mesmo tamanho e cole-os no papelão. Pressione entre livros enquanto secam. Enquanto isso, corte as formas! As formas usadas pelo autor tinham aproximadamente 10cm de altura.


Post original você encontra aqui

Sorvete



Foi sorvete até dentro do nariz...